Comemorações do Dia Mundial do Livro



No âmbito do Dia Mundial do Livro - 23 de Abril - a "Ler Devagar" chega à LX Factory! As comemorações serão em grande. Quatro dias e quatro noites de intensa actividade, desde lançamentos, instalações, performances, debates, conferencias, poesia, teatro, dança, música e filmes.

O Armazém de Ideias Ilimitadas, de todas as actividades, destaca o - Programa Performativo João Rosa - sendo assim as primeiras performances, no dia 24 de Abril, pelas 14h00, estão a cargo do Grupo "A Velha Escola" que apresentará:

"O Velhinha" - A história dum sem abrigo de Autoria de Manuel Maduro.Sinopse: Trata-se de um indivíduo que por força das circunstâncias caiu na rua, transformando-se num sem abrigo e devido à indiferença e ao isolamento, decidiu confiar apenas na lua, no sol e no Padre Cruz e assim luta pela sobrevivência noite após noite. A interpretação estará a cargo de Manuel Maduro.
"A Varanda de Frangipani", adaptação teatral de Lurdes Vinagre e Manuela Meireles, do livro de Mia Couto (trabalho criado nas Oficinas de Teatro, enquanto alunas).

Pelas 16h00, o mesmo Grupo apresentará mais uma performance:

Excerto "Erôstrato" de Pedro Barbosa (trabalho criado nas Oficinas de Teatro, enquanto aluno)
Sinopse: Homem nascido com defeitos físicos e que por circunstâncias da vida, foi obrigado a aproveitar-se desses mesmos defeitos para ganhar a vida, fazendo rir os outros. Entra em cena ridiculamente vestido. Vai assobiando e olhando em seu redor. O homen faz algumas graças e desloca-se com dificuldade pois tem uns grandes sapatos calçados para trás. Nas costas carrega uma grande corcunda. Tem nariz grande, óculos e grandes lábios. Interpretação a cargo de Delfina Costa.(Estas performances realizam-se na Feira do Livro)

Às 18h00 destacamos o Excerto do texto "O príncipe de Spandau", de Hélder Costa (trabalho criado nas Oficinas de Teatro, enquanto aluno)
Sinopse: A divulgação e a denúncia destes crimes através da arte é uma maneira de fazer chegar às pessoas esta ignomínia, que continua a envergonhar a humanidade, assim como a cegueira e a má fé de todos quantos continuam a usar estes instrumentos de tortura e de grande sofrimento. Não podemos ficar indiferentes perante situações tão graves como estas, por isso a sua denúncia e condenação. Interpretação João Pires Silva(Esta performance realiza-se na livraria - máquina)

Finalmente, às 20h00 João Rosa (Oficinas de Teatro), apresenta a performance
"A Liberdade" - Textos de Bertold Brecht, in "Canções e Baladas" e ainda Ricardo Reis, in "Odes".
Sinopse: Uma criação artística sobre o tema 25 de Abril. Amigos, gostaria que soubésseis a Verdade e dissésseis! Não como cansados Césares fugitivos: Amanhã vem farinha!Mas como Lenine: Amanhã à noitinha estamos perdidos, se não...
Interpretação: Joana Nunes, Sónia Lança, Maria Inês, Liliana Leite e Sandra Silva (corpo feminino); André Pita, Pedro Ferreira, Roger Madureira, bruno Manuel e Ricardo França (corpo Masculino).(Esta performance realiza-se na livraria - máquina)

Brevemente divulgaremos o programa para dia 25 de Abril!

Para mais informações sobre o programa completo consultem:
http://sites.google.com/a/lerdevagar.com/home/

Sem comentários

Com tecnologia do Blogger.