Os Guerreiros de Xian estão por Lisboa


Sabem aquela pergunta que toda a gente faz às crianças? "O que é que queres ser quando fores grande?" Eu respondia "Arqueóloga!" E os meus olhos brilhavam na expectativa de grandes aventuras em terras distantes, a descobrir túmulos de pessoas muito importantes... ou imaginava-me a escavar à procura de peças únicas de antepassados que nos ajudariam a construir a nossa história. 

Pois, não segui arqueologia. Mas a verdade é que o fascínio por essa profissão manteve-se sempre. E com a chegada dos Guerreiros de Xian a Lisboa, o pulsar da pequena arqueóloga que há em mim despertou e rumei à aventura. 


Os Guerreiros chegaram à Cordoaria Nacional

Não precisei de viajar à China, fui ali até à Cordoaria Nacional para ver bem de perto a recriação em tamanho real de 150 figuras, daquela que foi uma das maiores descobertas arqueológicas de sempre! Sim! Os Guerreiros de Xian estão por Lisboa e esta é uma oportunidade única para visitar a exposição que já passou por várias cidades europeias. Atenção que os Guerreiros deixam a nossa capital a 10 de setembro!


Uma viagem no tempo

Escusado será dizer que fiquei fascinada com esta mostra da cultura militar chinesa. Senti-me a viajar no tempo, senti-me no mausoléu do primeiro imperador da China - Qin Shi Huang. Senti a importância desta descoberta de 1974, classificada pela UNESCO como Património da Humanidade. E pergunto  "O que terá passado pela cabeça daqueles agricultores ao se depararem com este tesouro, quando apenas procuravam água num campo próximo de sua aldeia?"  Eles, acidentalmente puxaram o fio de uma meada com mais de 2200 anos de história. 

8000 figuras de guerreiros, cavalos, carruagens e armas, em dimensões reais, feitos em barro! UAU! Os guardiões do túmulo do imperador Qin Shi Huang, o homem das grandes obras... foi ele que mandou construir a Muralha da China.

Na Cordoaria Nacional viajei até à cidade de Xian.  A visita começa com um documentário que nos conta como foi feita esta descoberta. E depois à medida que vamos passando pelas várias salas o fascínio aumenta. 150 figuras reproduzidas, 72 guerreiros, 8 cavalos de combate  e 1 dinorama full color do fosso original.



Ainda há muito por fazer...

Ao longo da visita há uma pergunta que paira no ar e para a qual não há resposta  - De onde veio a inspiração para compor aquela obra monumental? Das 8000 figuras, 6000 já foram restauradas ao longo de 36 anos. Mas ainda há muito trabalho por se realizar e muito por descobrir. E a verdade é que no meu sangue ainda corre aquele sonho de infância...



Lembrem-se, os Guerreiros de Xian estão por Lisboa até dia 10 de setembro! 

Os bilhetes custam 11€ mas existem outros valores para crianças, seniores e grupos.

Já visitaram a exposição? O que acharam? 


Rosarinho

Sem comentários

Com tecnologia do Blogger.