Inquietud'E: Uma editora que veio para "desinquietar"

Capa do livro A namorada infiel o amigo incompetente e outras cronicas sobre o sentido da vida

Eles são apaixonados por letras. As miúdas também. Não foi à toa que iniciámos um Clube de Leitura. 😉

Eles querem promover, divulgar e difundir a palavra escrita. Aqui pelo blog também gostamos de dar a conhecer novos talentos.

Eles pretendem escutar e dar voz a novos projetos. Nós andamos sempre a ver se descobrimos ideias giras e novas para divulgar...

... e descobrimos a Inquietud'E!

A Inquietud'E assume-se como um projeto diferente feito por pessoas apaixonadas pela literatura e que querem dar voz às mentes mais "inquietas".

A Inquietud'E, além da edição de livros, propõe-se a operar em três outras áreas distintas: a Inquietud’Eventos (relacionados com a escrita), a Inquietud'Empresas (a definir estratégias de comunicação) e a Inquietud'E+ (uma ação social através do poder terapêutico da palavra).

A Inquietud'E vai apresentar-se "ao mundo" no próximo dia 29 de novembro.
José Couto Nogueira, jornalista e escritor, é o primeiro autor Inquietud’E com a publicação do seu mais recente livro "A namorada infiel, o amigo incompetente e outras crónicas sobre o sentido da vida". Deste diz a Inquietud’E que é "simultaneamente sério e divertido!".

Por aqui, estamos numa "inquietação" para conhecer melhor este projeto que veio "para desinquietar..."e por isso vamos marcar presença neste lançamento.

Também querem conhecer a Inquietud'E? Ora, tomem nota nas vossas agendas: dia 29 de novembro, pelas 19h00 no Espaço Santa Catarina, em Lisboa.

Susana Figueira


José Couto Nogueira escritor


Sinopse "A namorada infiel, o amigo incompetente e outras crónicas sobre o sentido da vida"
Agrupadas em quatro grandes temas, multiplicam-se as histórias de vida que recorrem ao aconselhamento, com questões diversas e problemáticas, que podiam ser de qualquer um de nós, desafiando o autor a analisá-las e sugerir a melhor linha orientadora. Das questões amorosas, às familiares, passando pelas profissionais ou pelas existenciais, há casos de todos os tipos, com os quais o leitor se identificará, despertando-lhe a curiosidade para o aconselhamento que o autor dará a cada um deles e que poderá servir-lhe na primeira pessoa.
Num texto que se revela absolutamente delicioso dado o pensamento acutilante e o discernimento rigoroso do seu autor e escrito sob a égide do humor que o premeia, encontramos ajuda nas pequenas grandes questões que se insurgem no nosso quotidiano e a que muitas das vezes não conseguimos responder. As personagens desfilam, os casos de vida, as duvidas legitimadas pela necessidade sentida de as esclarecer. Uma sociedade atual pintada a cru por quem a vive, o preto no branco a iluminar o universo cada vez mais cinzento da ética humana.

Sobre o Autor

José Couto Nogueira nasce em Lisboa, em 1945. Estuda Economia em Lisboa e Londres, mas a sua primeira profissão é fotógrafo, primeiro de publicidade, depois de imprensa (“Jornal Novo”). Os primeiros textos são publicados na revista “Cinéfilo”. Vive dez anos em São Paulo, onde troca definitivamente a fotografia pelo jornalismo. É repórter, colunista, redator e editor de revistas como a “Interview”, “Playboy” e “Vogue”. Vive nove anos em Nova Iorque onde trabalha como arte-finalista, vendedor de produtos para artistas, barman e motorista de táxi, sendo correspondente do jornal “O Estado de São Paulo” e da revista de música “Bizz”, entre outros. De volta a Lisboa é redator, editor, e colaborador em publicações como a “Exame”, “Demais”, “Ícon”, “GQ” e Sapo24. Faz um programa de televisão, “Metrópolis”, no CNL, e edita o site Alface Voadora. Orienta um curso de escrita criativa no Âmbito Cultural do El Corte Inglés. Escreve quatro guias de viagem para a série “Descubra Portugal” (Ediclube, 2005). Traduz literatura anglo-saxónica – Charlote Bronte, Mark Twain, Edgar Allen Poe e Henry Miller, entre outros. É autor dos romances “Táxi” (Dom Quixote, 1999), “Vista da praia” (Dom Quixote, 2001), “Pesquisa sentimental” (Livros d’Hoje, 2009), uma coletânea de contos, “À procura da felicidade e outras histórias da era digital” (Resistência, 2012) e um livro didático “Apontamentos de escrita criativa” (Arranha-céus, 2016).

Sem comentários

Com tecnologia do Blogger.