O Mundo dos Livros, by Anna


"A Sociedade Literária da Tarte de Casca de Batata"

Decidi aceitar o desafio que o Armazém de Ideias Ilimitada me propôs há uns meses atrás e, finalmente (depois de tanto ponderar sobre qual seria o primeiro livro que iria escolher), escrever no blog, porque adoro partilhar o meu entusiasmo pelos livros que encontram lugar no meu coração e pelo gosto de reunir leitores e livros.

E como queria um bem escrito, mas de leitura leve, escolhi este que chega com um aviso: não se deixem assustar por este título tão insólito. Quando saiu em 2008, li-o em dois dias e recomendei a familiares e amigos, e todos tinham a mesma reação quando eu revelava o seu título tão peculiar. Ou torciam o nariz ou sorriam, enquanto por dentro possivelmente pensavam: “Eu nunca vou ler isto!” Mas este é sinceramente um dos melhores livros que li até hoje (e já lá vão muitos), não estou a exagerar. É uma história simples, mas tão terna e simpática que, quando terminei de ler, senti-me triste, desejando que aqueles maravilhosos personagens fossem reais, e querendo conhecê-los pessoalmente.

O romance de estreia de Mary Ann Shaffer e Annie Barrows centra-se logo após a Segunda Guerra Mundial e está escrito como uma série de cartas que contam a história de um pequeno grupo de pessoas, habitantes de Guernsey, uma pequena ilha no Canal da Mancha, durante os cinco anos de ocupação nazi. A personagem central é uma escritora que vive em Londres, Juliet Ashton, que no fim da guerra procura um novo rumo para a sua vida e um tema para o seu próximo livro.

Um dia, chega-lhe às mãos uma carta de um homem que não conhece, Dawsey Adams, e é a partir daí que começa uma correspondência incrível entre estes dois personagens. Dawsey fala-lhe das suas experiências na ilha durante a Segunda Guerra Mundial e a história por detrás da criação de um clube de livros – A Sociedade Literária da Tarte de Casca de Batata.

Sentindo-se atraída pela história que ele tem para lhe contar, Juliet começa a escrever para outros membros do clube de leitura, e somos assim apresentados às mais coloridas personagens deste livro. Ciente de que finalmente encontrou o próximo assunto para o seu novo livro, Juliet parte para Guernsey...

Esta história fez-me rir em voz alta e mesmo derramar algumas lágrimas. É simplesmente maravilhosa e encantadora. Saboreiem cada palavra e, ao fazê-lo, voltem atrás no tempo para um lugar onde um grupo de pessoas aprendeu a sobreviver a uma ocupação militar horrível e hostil, através da reunião e da leitura compartilhada de livros. Um conselho, se tiverem oportunidade leiam este livro ainda este ano, pois em 2018  já vamos ter o filme nos cinemas.

Boa Leitura!
Anna

Sem comentários

Com tecnologia do Blogger.