O Mundo dos Livros, by Anna

capa do livro o assassinato de roger ackroyd

O Assassinato de Roger Ackroyd
Agatha Christie

Não há dúvida, Agatha Christie é uma das autoras mais influentes da história. A sua obra está repleta de best-sellers e são frequentes os debates entre os seus fãs, para decidirem qual é a melhor novela da autora.

Foi nos meus anos de liceu que li algumas das suas obras: “Um Crime no Expresso do Oriente”, que agora voltou a estar na moda devido a uma nova versão do filme que anda pelos cinemas, e “Morte no Nilo”. Depois destes, nunca mais voltei a ler um livro da autora.

No entanto, há uns tempos, numa conversa com uma amiga, ela revelou-me que “O Assassinato de Roger Ackroyd” era a única obra mencionada no livro “1001 livros para ler antes de morrer” e foi então que decidi voltar à Agatha Christie. Não sei porquê pensei que não ia desfrutar tanto da leitura, de qualquer modo decidi embarcar nessa viagem, e deixem-me dizer-vos que só me arrependo de não o ter lido antes.

“O Assassinato de Roger Ackroyd” é considerado por muitos, inclusive por mim, uma das mais intrigantes histórias de Agatha Christie, não só pelo jogo subtil entre verdades e mentiras, detalhes secundários que se explicam ao longo da trama e que se encaixam no todo, mas também porque o desenrolar da história, inicialmente complexa, acaba por nos levar a um desfecho inesperado.

A história passa-se numa pacata vila conhecida como King’s Abbot, onde Poirot resolveu, temporariamente, retirar-se. Uma noite, o milionário Roger Ackroyd é encontrado morto, esfaqueado com uma adaga, um objeto raro da sua coleção. A morte do industrial é a terceira de uma misteriosa sequência de mortes suspeitas em King’s Abbot. O que chama a atenção de Caroline Sheppard, irmã do Dr. Sheppard, médico da vila e narradora da história. Surge então Hercule Poirot, que vai ajudar a resolver este crime, como só ele sabe.

Nas obras de Agatha Christie todos são culpados, até que se prove o contrário. A autora, com a sua hábil escrita, cria não só um mistério como dúvidas sobre cada personagem até às últimas páginas, onde finalmente o culpado ou culpada do crime é revelado.

É, provavelmente, uma das mais fantásticas histórias de Agatha Christie! Surpreendente e original.

Por isso, não acho estranho que tenha sido este thriller que, finalmente, catapultou Agatha Christie para a fama. Se gostam de um bom mistério e querem ler um livro realmente bom e genial, este cumpre todos os requisitos.

Boa leitura e Boas Festas!
Anna

Sem comentários

Com tecnologia do Blogger.