O Mundo dos Livros, by Anna


"O Boneco de Neve"
Jo Nesbo

Desde há uns anos a esta parte que a literatura policial nórdica experimentou um boom e Jo Nesbo é, sem dúvida, um dos expoentes máximos deste género literário. Um autêntico fenómeno na sua Noruega natal, economista, cantor numa banda rock, escritor, um verdadeiro homem dos sete ofícios. É, atualmente, o autor mais importante do género no seu país e uma estrela a nível internacional.

Há muito tempo que tinha em mente ler um dos seus livros, pertencente à série do inspetor Harry Hole, e sabendo que são obras independentes, resolvi começar por este, que não sendo o primeiro foi o que mais me chamou a atenção e realmente não dececiona.

Harry Hole é o protagonista, um personagem obscuro, um lobo solitário, perseguido por um passado com problemas relacionados com álcool e uma vida pessoal muito complicada. Um homem duro, mas com boas intenções. Como, pessoalmente, gosto deste tipo de personagens, reconheço que a ‘novela’ me conquistou desde o princípio.

O livro abre logo com um dos capítulos mais perturbadores e terrivelmente sugestivos da recente narrativa policial: uma família encontra um boneco de neve, de surpresa, no seu jardim, sem saber que este é o peculiar cartão de visita de um assassino, que anuncia, assim, que aquela casa será o seu próximo objetivo.

Nessa mesma noite, a mãe desaparece e, a partir daí, põe-se em marcha um eletrizante jogo entre gato e rato, uma corrida contra o tempo em que o inspetor Harry Hole, com a ajuda de Katrine Brett, a nova polícia no departamento, e os seus parceiros, enfrentará um assassino em série de mulheres, que parece ter acesso à sua intimidade e segredos mais profundos. Aos poucos, Harry vai descobrindo pistas que indicam como todos os assassinatos estão relacionados.

Um 'senão' neste livro: talvez a abundância de personagens e nomes noruegueses torna fácil perdermo-nos.

À parte este pormenor, o livro tem um ritmo perfeito. "O Boneco de Neve" leva-nos em todo o momento até falsos suspeitos (ou não), através de histórias plausíveis que surpreendem, quando por fim se descobre a verdade. Pouco a pouco, todas as peças do puzzle se encaixam e a trama principal é de primeira classe. Porém, quando pensamos que já sabemos tudo, chega a habilidade do autor e o castelo desmorona-se.

Resumindo, este livro tem tudo para ser viciante: os crimes, a investigação, o detetive, mesmo quando Nesbo não é perfeito… Esta é, sem dúvida, uma excelente novela policial para ler num frio dia de inverno.

Boa Leitura!

Sem comentários

Com tecnologia do Blogger.