O paredão de Cascais 'veste-se' de azul 💙

o-paredao-de-cascais-veste-se-de-azul-caminhada-laco-azul-armazem-ideias-ilimitada-cartaz

Azul é a cor do momento. E não, não estou a falar de cores futebolísticas. Antes, do lindo azul do céu de primavera. Do azul cor do mês de abril. 💙

É que em abril assinala-se o Mês da Prevenção dos Maus Tratos na Infância e Juventude e azul é a cor associada à iniciativa de que vos queremos falar.

O Armazém de Ideias Ilimitada, quase todos os anos, se associa a esta campanha, com a presença da Rosarinho, e este ano não será exceção.

Então, estão vocês a perguntar, o que há de novo este ano? 😊

A novidade este ano é que as duas miúdas vão estar presentes na Caminhada Laço Azul, que se realiza amanhã pelas 9h00 em Cascais, e que sai da praia da Duquesa e vai até à praia do Tamariz, pelo paredão, onde será formado o Grande Laço Azul humano, como forma de alertar para a promoção e proteção das Crianças e Jovens contra os maus-tratos.

Mas há mais! É que, além de a outra miúda (eu!!!) conseguir marcar presença este ano, ainda conseguimos 'mobilizar' alguns amigos do blog e não só! 😊

Parece que alguns dos meus amigos atletas do N.A.Z.A. aceitaram o desafio e também vão caminhar por esta causa! E isso deixa-nos tão felizes!

Então, vamos vestir-nos de azul-escuro, vamos caminhar lado a lado e assinalar o Mês da Prevenção dos Maus Tratos na Infância e Juventude! A caminhada é gratuita, mas sujeita a pré-inscrição.

Ficávamos mais felizes ainda se, depois de publicarmos este post, vocês nos dissessem que também vão aparecer! Sim?!!! É que, como diz o slogan da campanha, "Apenas o coração pode bater"! 💙

Susana Figueira

Nota: A Caminhada Laço azul é uma iniciativa da Comissão de Proteção de Crianças e Jovens de CascaisO Laço Azul (Blue Ribbon) iniciou-se em 1989, na Virgínia, E.U.A., quando Bonnie W. Finney, uma avó atenta e preocupada, amarrou uma fita azul à antena do seu carro. A trágica história de maus-tratos aos seus netos levou Bonnie a alertar a comunidade para este problema da sociedade actual, muitas vezes camuflados no seio familiar. A cor azul foi especialmente escolhida como constante lembrança aos corpos espancados e nódoas negras resultantes das agressões.

Sem comentários

Com tecnologia do Blogger.