Fomos de visita à Feira do Livro de Lisboa

Feira do Livro de Lisboa 2018 vista parque

A Feira do Livro de Lisboa já tem lugar 'cativo' na agenda do Armazém de Ideias Ilimitada. E este ano não foi exceção. 😊
Apesar do tempo ainda incerto – nada que um impermeável e um casaco mais quetinho não resolvessem –, as miúdas avançaram, sem medos, na passada quarta-feira ao final do dia até ao Parque Eduardo VII, em Lisboa.
E, se uma de nós já ia muito decidida sobre os livros que queria encontrar, a outra foi um pouco ao 'sabor da maré', à espera que fossem os livros a 'chamá-la'. E assim foi.

Porém, este ano, a ida à Feira do Livro de Lisboa trazia mais qualquer coisinha na manga… Curiosos?! 😉

**********
Primeiro Round e um prémio
Este ano a Feira do Livro teve um sabor muito especial. A nossa querida Cláudia Silva Mataloto da Fruta da Época ganhou um prémio. E eu estive lá para lhe dar um abraço muito, muito, forte em nome das miúdas do Armazém, já que Susana andava por terras Americanas. “Receitas de Reis e Pescadores” ganhou o Prémio Capa, atribuído pelo Portugal Cook Book Fair. Este prémio também é da  fotógrafa Teresa Aires responsável pelas magníficas composições fotográficas das receitas (e da capa, claro está), da Editora Casa das Letras (chancela do grupo Leya) e da outra autora do livro a Raquel Moreira.  Sinto um duplo orgulho: por uma lado porque sou amiga da Cláudia, por outro porque o livro enaltece o património gastronómico da minha Cascais

Cláudia Silva Mataloto

Prémio Capa Portugal Cook Book Fair
 Equipa vencedora

Feira do Livro de Lisboa 2018

Segundo Round... 
A segunda ida à Feira foi novamente uma emoção… Aliás para mim, ir à Feira do Livro de Lisboa, é sempre uma emoção, porque a verdade é que eu me sinto muito feliz no meio de tantos livros, autores e animação. E pelo Parque Eduardo VII tudo isto é possível ao longo dos 20 dias de feira. Nesta segunda round já tive a Susana como companhia, outra louca por livros (não é amiga?) e lá fomos nós à procura de  qualquer coisa para ler (como se em casa, não tivéssemos uma estante à espera de ser lida!). Livros nunca são demais!   

Feira do Livro de Lisboa 2018

Um encontro muito especial
A Feira do Livro também pode ser um local para encontros especiais e o planear de projetos futuros. Conhecemos recentemente a Laura Mateus Fonseca (Então, queres ser Escritor?) e logo sentimos que iríamos fazer algo em conjunto. A Laura é uma pessoa fantástica, com uma energia que nunca mais acaba e com uma grande ligação à escrita e aos livros. Resolvemos explorar ideias juntas e nada melhor do que o palco da Feira do Livro para deixar a criatividade abraçar o que nos ia na alma. Portanto... preparem-se porque estamos a escrever a história de uma nova parceria.

Feira do Livro de Lisboa 2018

Também ganhei um prémio
Mas não foi um prémio de mérito. Foi um prémio por ter comprado livros na Editorial Presença (já digo quais foram). Digamos que fui recompensada por ter escolhido dois títulos desta editora. Em troca tive direito a participar num jogo e ganhei mais um livro "Intempérie" de Jesús Carrasco (melhor romance de ano de 2013 pelos leitores do El País).

Livro Intempérie

Os livros que trouxe para casa
Desta vez refleti bem antes de ir para a Feira para não me perder na loucura de comprar livros. E levava uma lista de três. "Mulherzinhas" de Louisa May Alcott (acreditam que nunca li? Imperdoável!), "Longe da Multidão" de Thomas Hardy e "O Miniaturista" de Jessie Burton. Porquê estes três livros? Bem as "Mulherzinhas" porque recentemente se falou dele no nosso Clube de Leitura e na minha cabeça soou uma campainha de alerta. É que este é um daqueles clássicos que já devia de ter sido lido, certo? Mas ainda não foi desta! Regressei a casa sem as "Mulherzinhas" e vocês perguntam porquê? Porque não encontrei! Mas acho que não procurei com atenção... isto merecia uma terceira ida à Feira! "Longe da Multidão" foi um livro que me despertou a atenção quando li um post no blog da Helena Magalhães. O que me seduziu neste livro? O facto de retratar uma mulher que foge às regras, uma mulher que vive na sociedade rural inglesa do século XIX e que acima de tudo quer manter-se fiel a si própria e aos seus valores, independentemente de serem ousados para a época. E por fim "O Miniaturista", livro  recomendado pela Anna, que escreve no nosso blog (O Mundo dos Livros by Anna). Assim que ela enviou a sua apreciação sobre o livro fiquei com muita vontade de o ler. É o primeiro romance de uma atriz inglesa (já repararam que as mulheres estão muito presentes nas minhas escolhas deste ano?) e todo ele se reveste de um ambiente de mistério que me cativa. Desde os meus tempos de adolescente que os livros com histórias de suspense e mistério estavam na minha lista de favoritos.

Livros Longe da Multidão e O Miniaturista

O alarme apitou na Leya
Uma ida à Feira do Livro também pode ter um momento mais radical, cheio de adrenalina! Estava eu num entusiasmo só porque tinha acabado de ganhar um livro quando passo pela entrada do espaço Leya e o alarme começa a tocar que nem um desalmado. Os "holofotes" apontarem na ninha direção, alguns olhares também e eu quase que coloquei as mãos no ar! Bem posso estar a exagerar! De imediato o segurança se aproxima da minha pessoa e muito simpaticamente se oferece para perceber o que se passa. A malta da Editorial Presença esquecera-se de tirar o alarme de um dos livros (marotos... quiseram pregar-me uma partida!!). O momento acabou por ser divertido e devo dizer que o segurança do espaço Leya foi extremamente simpático e educado!

Feira do Livro de Lisboa 2018

Rosarinho

'Descompliquei' e 'amei' na Feira do Livro
Este ano, deixei-me ir para a Feira do Livro de Lisboa, como se costuma dizer, ao 'sabor da maré'. A bem da verdade, estava acabadinha de regressar de Nova Iorque e ainda com esta cabecinha a 'viajar' na maionese. Ainda assim, as minhas escolhas acabaram por ser, talvez, inconscientemente conscientes. Explico já.

O primeiro livro ao qual não resisti foi o "Descomplica”, da Sofia Castro Fernandes, que ainda não fazia companhia ao "às 9 no meu livro" na estante cá de casa. A bem da verdade, as miúdas foram para a Feira do Livro ainda no rescaldo do fim de semana de Bloggers Camp (post para breve), onde a Sofia Castro Fernandes foi uma das speakers. E eu adoro ouvir a Sofia! Adoro a forma como as palavras da autora inspiram, motivam e nos levam a uma reflexão que pode provocar a mudança na nossa vida. Daí o inconscientemente consciente. 😉 Ainda por cima, pude trazer o meu novo livro na muito mimosa sacola de pano 'Descomplica'.

Feira do Livro Lisboa 2018 miúda sacola programa

Feira do Livro de Lisboa 2018 descomplica livro e sacola

Entretanto, as horas iam passando e as miúdas começavam a ficar com fominha, portanto, a minha segunda compra foi adiada para a… Hora H. Sabem o que é, certo? Aquela horinha das 21h às 22h, em que os livreiros presentes oferecem descontos ainda maiores! E, acreditem, pode parecer que a fila para pagar é gigante, mas está tudo preparado para fluir bem rápido. 😉 Porém, esse não foi o argumento que mais pesou na minha segunda aquisição. E, uma vez mais, talvez tenha sido de alguma forma influenciada pelo facto de ser do mesmo autor do livro sugerido para o próximo encontro do nosso Clube de Leitura – Livros à Sexta, "A Praia da Saudade", do Francisco Salgueiro, e de quem gosto bastante, apesar de não ser a novidade que o autor apresentava nesta Feira do Livro, "Amei-te em Copacabana" piscou-me o olho da prateleira da Oficina do Livro. As páginas deste livro trazem a promessa de mais um romance, desenhado numa história de autodescoberta divertida, e ao mesmo tempo comovente, de um homem que in the end procura a felicidade e o amor.

Feira do Livro de Lisboa amei-te em copacabana hora h fila
O meu 'ar' por causa da fila da Hora H... que, afinal, até 'andou' bem depressa

Feira do Livro de Lisboa 2018 livros

As Piadinas que nos aconchegaram o estômago e a alma
Sempre que as miúdas decidem ir à Feira do Livro de Lisboa num final de dia, é quase certo que já vamos com a intenção de, chegado o 'ratinho', comer qualquer coisa por lá. É que entre livros, autógrafos, concertos e auditórios, não faltam conceitos de street food para todos os gostos. E de entre a oferta disponível este ano, qual terá sido a escolha das miúdas? Adivinham? Bem, as miúdas quase nunca conseguem resistir às Piadinas, da Piadina’s, Wine & Co (que vos demos a conhecer aqui no blog bem lá atrás)! É que esta iguaria, quer seja de salmão, de presunto com molho pesto, ou de frango, aconchega-nos o estômago, a alma e o coração. A querida Natália recebe os clientes sempre com simpatia e muito carinho, e as miúdas adoram e dão muita importância a estes mimos! 😊 Assim, foi já reconfortadas que regressámos a mais uma volta pela Feira do Livro de Lisboa e já era… a Hora H!


Feira do Livro de Lisboa 2018 miúdas piadinas

Ah, e como sabem, a Feira do Livro de Lisboa 2018 termina amanhã, ainda por cima é feriado, por isso, ainda têm a oportunidade para conseguir aquele livro tão especial que tanto têm procurado!

Susana Figueira

Sem comentários

Com tecnologia do Blogger.