Bons Sentimentos, by Marisa Pedroso

Bons Sentimentos rochedo armazem de ideias ilimitada

Hoje venho falar sobre a importância das pessoas difíceis, das que são mesmo muito pouco fáceis de nos relacionarmos, daquelas que nos causam mal-estar, quer a nível físico como mais além, ou seja, daquelas que nos deixam com dores de barriga ou de cabeça, que nos deixam chateados e/ou irritados, inseguros e tristes.

Nos tempos presentes, temos muitos livros sobre autoajuda, sobre relações, sobre confiança... Já se fala muito sobre como lidar com as nossas emoções e com a nossa mente, já se fala muito das técnicas para podermos lidar com as diversas circunstâncias da nossa vida. As pessoas difíceis fazem parte do caminho, e do mundo, e, por norma, quando não nos podemos afastar delas, queremos que elas mudem e parece que isso nunca acontece!

Enquanto vais lendo, já deves estar a lembrar-te de alguém assim! 

Essas pessoas são da maneira que são porque não sabem ser de outra. Ainda não chegou o tempo delas de serem mais e melhores e pode nem chegar esse momento, nesta jornada que é a vida. Mas, isso não é por acaso, nem para cada pessoa difícil, nem para quem tem de lidar com essa pessoa.   

ATENÇÃO: existem situações e pessoas das quais temos mesmo de nos afastar.

Estamos a falar daquelas com quem temos mesmo de estar, ou porque trabalhamos juntos, ou porque são da nossa família, ou porque estão presentes em algum lugar que frequentamos. Não estamos a falar de situações limite, como de violência física e/ou mental. Estamos apenas a falar de pessoas que, por elas mesmas, criam ambientes pesados, com energia densa, onde não é bom estar, onde dá vontade de ir embora, mesmo que não seja esse um ato consciente, de onde saímos mal.

Agora vem a novidade, onde eu queria chegar! Essas pessoas, muitas vezes, servem para nós mesmos sermos pessoas melhores, são uma possibilidade de soltarmos as nossas virtudes e de sermos e vivermos a nossa essência. Dou muitas vezes este exemplo, somos com um guerreiro que vai para a batalha com uma postura bela, calma e que não tem medo, tem honra!

Se soubermos lidar com todo o tipo de pessoas e mesmo assim continuarmos a ser quem somos, somos mestres, mestres de nós mesmos e da vida!

Deves comandar a tua mente, respirar com consciência e escolher o que pensar, o que dizer e como agir. Esses pensamentos devem ser bem escolhidos, os que têm força, porque vão determinar quem somos, vão determinar a nossa comunicação e a maneira como fazemos as coisas. 

Devemos fechar os olhos mais vezes e agradecer a clareza da mente que nos dita o que está certo a todas as horas, porque ela acede a algo mais profundo e que não se vê, à energia do amor, à união e ao verdadeiro sentido da vida, aos Bons Sentimentos

É uma pessoa grata quem vê isso!

Grata eu também por me leres no blog Armazém de Ideias Ilimitada.


Sem comentários

Com tecnologia do Blogger.