Amizade e uma… suculenta

Amizade-e-uma-suculenta-armazem-de-ideias-ilimitada copo e vaso



Ora aqui está um hobbie para o qual ainda não tinha 'virado' a minha atenção. Porém, este fim de semana, dei por mim a olhar para a minha suculenta (a única que tenho) oferta da minha querida amiga e parceira deste Armazém, sim, a Rosarinho, e a pensar: "Hmm, como tem crescido a minha planta! Se calhar, aquele copo (pequeno) já precisa de dar lugar a um recipiente maior, para que a suculenta possa crescer à vontade!"

Com isto não estou a dizer que me iniciei na prática da jardinagem, apenas tratei de arranjar uma 'nova casa' para a minha suculenta, que já estava a sentir-se 'apertadinha'. No entanto, e apesar de ter sido uma tarefa relativamente rápida, dei por mim a pensar que, se calhar, este é um hobbie para o qual até posso ter algum jeito. Talvez não já, mas daqui a uns tempos me dedique ao fantástico mundo das plantas.

Amizade-e-uma-suculenta-armazem-de-ideias-ilimitada suculenta copo pequeno

Afinal, sempre ouvi dizer que a jardinagem é uma atividade que nos ajuda a libertar do stress e das preocupações do dia a dia, da agitação constante, e até que estimula a mente, os sentidos, a memória, a criatividade… podia continuar, e, no entanto, esta é uma lista quase transversal a todas aquelas 'pequenas coisas' que fazemos nos nossos tempos livres. Estou a pensar num livro, num passeio à beira-mar, numa corrida, no ginásio… Ainda por cima, desde o ano passado que tenho (quase) 'à porta' de casa o viveiro de plantas Greencare e já por algumas vezes tenho tido vontade de visitar o espaço! Acho que vai ser desta!

E isto foi o suficiente para que olhasse para o 'mundo das plantas' como olho para as amizades. "O quê?! Bateu com a cabeça, outra vez!" (dizes tu)

Não bati, ou se bati não dei conta… mas pensa comigo: desde sempre ouvi dizer que as plantas precisam de atenção - e isto faz-me recordar a minha querida avó Alzira (sim, a do café, lembras-te?), que muito gostava de jardinar. Tenho bem vivas na memória imagens dela no seu quintal, e mais tarde no nosso, a plantar, a mudar, a limpar ervas que não pertenciam àquele vaso… e, no meio de tudo, a falar com as suas plantas! E não, a minha querida avó Alzira não era xoné, de todo!

Amizade-e-uma-suculenta-armazem-de-ideias-ilimitada suculenta vaso novo


É aqui que, para mim, se torna possível estabelecer o paralelismo… tal como falar com as plantas e dar-lhes atenção e carinho, assim devemos 'alimentar' as nossas amizades. Se queremos que as nossas plantas cresçam, belas e cheias de vida, devemos cuidá-las. O mesmo acontece com as amizades. Se queremos mantê-las, também as devemos cuidar… seja com um telefonema, com um abraço, com uma conversa, com uma saída, ou até com uma… planta! É assim que 'leio' o gesto da Rosarinho ao oferecer-me esta suculenta, uma espécie de "amiga, toma esta planta como um sinal de que a nossa amizade tem muito para crescer, desde que regada, alimentada e tratada com carinho".

Amizade-e-uma-suculenta-armazem-de-ideias-ilimitada suculenta na janela


Já viste que o simples facto de olhar para a minha suculenta, já crescida (aliás, se calhar posso dizer que 'entrou na puberdade'), me fez pensar numa amizade que muito prezo e que, tal como a planta, tem vindo a crescer! Por tudo isto, e mais o que venha, obrigada amiga! De coração!

Susana Figueira




Sem comentários

Com tecnologia do Blogger.