O meu Dot Journal #6


Dot Journal


Hoje vamos falar um bocadinho sobre journalingPode ser? Quero contar-te as últimas notícias sobre o meu Dot Journal. Tenho sido uma miúda muito bem comportada e estou muito feliz por já ter celebrado um ano desta prática. Mas ainda há muito para aprender. Ainda há muita tentativa erro para errar e pelo meio aconteceu uma "desgraça". Vamos lá a saber:

Uma indecisão... ou a infidelidade semanal
No último post que escrevi sobre bullet journal contei-te que parecia ter encontrado a weekly spread (planeamento semanal) quase perfeita para mim. Na verdade "parecia". E porquê? Porque o Pinterest é um mundo de inspiração incontrolável! E sempre que me ponho a pesquisar descubro diferentes formas de planear a minha semana que estimulam a criatividade que há em mim. É impossível ficar apaixonada por uma única forma de organização. Para além disso eu gosto muito de mudar... Por isso este é o momento de assumir publicamente que por mais que eu queira não vou ser fiel a uma única weekly spread. Neste caso eu tenho mais do que dois amores! É uma rebaldaria! E tu desse lado, que tens o teu Dot Journal todo lindo, és como eu ou já estás viciada numa única forma de organização semanal?


Do Journal


Muito para aprender... ou o novo livro sobre Bullet Journal
Como sei que isto é um mundo sem fim, estou sempre atenta ao que se diz e ao que se escreve sobre esta forma de manter os nossos dias e a nossa cabeça organizada e focada (ou pelo menos tento). Então descobri num post da Maki, do blog "Desancorando"  (já vos disse que ela, também, é uma fonte de inspiração para mim) o livro "O Método Bullet Journal" de Ryder Carrol. E quem é Ryder Carrol? Nem mais, nem menos que o inventor desta poderosa prática! Como deves calcular esta pérola já reside cá em casa, é vizinha do livro "Frida Kahlo - Uma biografia" de Maria Hesse (prendinha de aniversário da outra miúda do Armazém para mim). Ainda não tive tempo de o ler, mas já dei uma vista de olhos e a coisa parece ser quase científica. Tenho a certeza que será uma grande fonte de aprendizagem (talvez fale dele num próximo post).


O método bullet journal de Ryder Carrol

O método bullet journal de Ryder Carrol


Quanto mais colorido melhor... ou os novos marcadores de aguarela
Às vezes dou por mim a pensar que sou viciada em artigos de papelaria. Se conhecerem alguém como eu digam... assim não me sinto tão só! Eu deliro quando tenho de comprar um caderno. Já vos disse que o novo é do Mr. Wonderful? E quando uma colega minha de trabalho me apareceu no escritório com duas caixas de marcadores de aguarela, de dupla ponta, lindos de morrer fiquei logo curiosa para saber onde tinha ela encontrado tal preciosidade. Também queres saber? No Lidl. Nessa tarde fui logo lá e comprei duas caixas para mim. Uma de tons pastel e outra de tons mais fortes. Eu sei não posso ver nada! No livro "Dot Journaling - a pratical guide" da Rachel Wilkerson Miller (que também podes ler caso queiras dar início a esta viagem da organização) existem inúmeras sugestões de canetas e marcadores para embelezar o nosso caderninho especial, que ela considera serem as melhores! Estes marcadores que comprei não são referidos, mas eu estou a adorar (são da Crelando).

Marcadores de aguarela da crelando

Dot Journal

Uma desgraça... que nem a camomila acalmou
Mas nem tudo é um mar de rosas em journalling. Desgraças acontecem. E não me estou a referir ao ato de fazer um risco torto ou ao enganar-me a escrever uma frase toda floreada... Uma pessoa bebe infusão de camomila para acalmar os nervos e ainda fica mais nervosa quando derrama a infusão por cima do dot journal. Instala-se o caos!! Como lidar com esta situação desesperante? Tiras o excesso de líquido com lenços de papel que tens à mão, abres a janela (porque até esta um dia de ventania) e acreditas que enxuga depressa. As tuas colegas reclamam do ciclone que invade o escritório! Tu desesperas até que alguém diz "Vai colocar ao pé do aquecimento". Alma iluminada e abençoada. E assim se controlou uma catástrofe! Portanto, quando entornares chá ou infusão no teu dot journal, coloca-o junto ao aquecimento, Se entornares café, faz uma espécie de aguarela... Quem sabe não crias uma obra de arte inesperada?

Dot Journal

E agora deixo-te ir porque sei que depois de teres lido este post ficaste com uma enorme vontade de ir comprar um caderno pontilhado para começares o teu bullet journal... ou talvez não!

Se quiseres ler os posts anteriores é só clicares nos links:


Rosarinho

Sem comentários

Com tecnologia do Blogger.