As miúdas foram à ModaLisboa

Desfile Luís Carvalho - ModaLisboa 2019

Este não é um blog de moda, mas esta semana a temática parece estar em voga. Ontem, a Maria Ventura apresentou-te as tendências da nova estação no seu espaço Vestir com Talento e, hoje, as miúdas querem contar-te como foi a sua passagem pela ModaLisboa. Já sabes que não somos especialistas na matéria e por isso vamos falar-te da nossa experiência, vamos escrever-te com o coração e deixar os nossos gostos pessoais desfilarem na catwalk! Pode ser?

Pois é, fomos pela primeira vez a este evento de moda. E fomos vestidas a rigor! Queremos desde já agradecer à marca portuguesa Linhas D'Anjo por nos ter mimado com duas peças lindíssimas e tão nossas. Acho que até fizemos boa figura... o que achas?

ModaLisboa 2019, vestidas por LinhasD'Anjo

Reencontros

A ModaLisboa revelou-se um lugar de reencontros. Acreditas? Logo à chegada demos de caras com a BOLHA Atelier Live e quem é que lá estava? A Avó Veio Trabalhar (aquele projeto que amamos desde o primeiro dia em que o descobrimos)! Estivemos à conversa com a Susana António e matámos saudades da avó Fernanda (com quem já tínhamos aprendido a tricotar). Na BOLHA desenvolveram-se ideias, fizeram-se muitos cortes, colagens e instalações e os artistas que por lá passaram, de certeza, que se renderam às avós mais talentosas e fashion de Portugal. 


A Avó Veio Trabalhar, ModaLisboa 2019


A Avó Veio Trabalhar, ModaLisboa, 2019


A Avó Veio Trabalhar, ModaLisboa 2019

E assim que entrámos no Pavilhão Carlos Lopes o nosso olhar cruzou-se com o olhar da Adelaide Nunes da Vanilla Dynasty. Foi uma festa! Não estávamos com a Adelaide desde o lançamento da sua grande aventura profissional (em 2018) e, pelo o que temos visto nas redes sociais, está a ser um sucesso. A Vanilla Dynasty estava num stand muito giro com o Rexie a promover a nova gama Paper Pack, bye bye plastic da Renova. Matámos saudades, mas logo fomos a correr para assistir ao primeiro desfile da noite.


Vanilla Dynasty e Renova na ModaLisboa 2019


Paper Pack, bye bye plastic da Renova


Desfiles


Primeiro da noite - Nature is Magic - de Lidija Kolovrat. Natural da Bósnia escolheu Portugal para viver desde 1990. Estávamos muito curiosas para assistir a este desfile já que a designer anunciava a natureza como fonte de inspiração. Kolovrat pretendia com esta proposta deixar-nos a mensagem que o "regresso à natureza" é o "único caminho". Adorámos a teatralidade da floresta e os tamanhos oversized (falo por mim, estou muito apaixonada pelos tamanhos demasiado grandes...). Fugir da norma foi quase uma regra e apaixonámo-nos, sobretudo, pelos padrões de xadrez. 

Desfile Lidija Kolovrat, ModaLisboa 2019

Desfile Lidija Kolovrat, ModaLisboa 2019


Segundo da noite - Surface - de Luís Carvalho. O premiado designer tem sido presença constante na ModaLisboa e este ano não foi diferente. Nós adorámos as suas propostas! A aposta nas silhuetas oversized, os folhos, o xadrez cativaram a nossa atenção. A fluidez do desfile até nos fez esquecer que aquelas eram propostas para uma estação mais fria. Luís Carvalho procurou inspiração no artista digital Matthieu Bourel e, no fim, os presentes aplaudiram de pé. Um desfile que reuniu consenso. A determinada altura, a Susana já sonhava levar um dos vestidos a um casamento que se adivinha. E já agora se não sabes, ficas a saber que este foi o designer que vestiu Conan Osíris e o seu bailarino para o Festival da Canção 2019.

Desfile Luís Carvalho, ModaLisboa 2019

Desfile Luís Carvalho, ModaLisboa 2019

Para finalizar queríamos-te dizer que este evento teve a preocupação de promover e sensibilizar todos os envolvidos para a adoção de práticas de consumo mais sustentáveis. Numa altura em que se fala tanto da moda como uma das indústrias mais poluentes é urgente agir. Pode parecer que são pequenas gotas no oceano, mas tem de se começar por algum lado. Certo?

Não assumindo posições radicais, porque acreditamos que em tudo deve haver um equilíbrio, estamos conscientes da existência da exploração de mão de obra, da poluição da atmosfera e da água e da acumulação de lixo têxtil em aterros. Tentamos reduzir a nossa pegada no mundo da moda. Claro que todos os dias somos inundadas com o apelo ao consumismo e, às vezes, deixamo-nos seduzir por uma vontade impulsiva de comprar aquela peça muito trendy. Não vou mentir. Ainda tenho um grande caminho pela frente no sentido de me controlar, de comprar menos. O importante é parar e refletir. Será que tenho mesmo necessidade de comprar aquela peça? Será que gosto tanto dela assim que a vou usar até ficar velhinha? Será que é versátil e a posso usar de várias maneiras? Por aqui, somos adeptas de trocar peças de roupa. Eu adoro aqueles achados em segunda mão que já fizeram muito feliz uma amiga e que agora habitam cá em casa. E quando há uma peça que já me está a cansar, gosto de a transformar (reformulando: eu digo como gostaria que a peça ficasse e o J. ou a minha sogra fazem magia). 


ModaLisboa 2019

Só para terminar queria deixar-te esta nota. A ModaLisboa para nós foi, acima de tudo, um espaço de talentos, de arte, de reencontros, de descoberta e ficámos muito felizes por saber que no meio de tanta agitação ainda houve lugar para pensar conscientemente.

Rosarinho

Sem comentários

Com tecnologia do Blogger.