O Mundo dos Livros, by Anna

O Tatuador de Auschwitz


O Tatuador de Auschwitz
Heather Morris

Como já deves de ter percebido pelos livros que tenho recomendado no Armazém de Ideias Ilimitada, a Segunda Guerra Mundial é um dos meus temas preferidos. Por nenhuma razão em especial, mas talvez porque existam tantas boas histórias baseadas neste período tão conturbado da história mundial. Ainda hoje me surpreendo em como, apesar de todos os livros, filmes e documentários que existem, seguimos sem saber nem uma pequena parte de tudo o que se passou durante estes anos obscuros da nossa história.

Este magnífico livro, baseado em factos reais, dá-nos a conhecer a incrível história de Lale e Gita, dois jovens judeus eslovacos, que conseguiram sobreviver no campo de concentração de Auschwitz.

Lale Sokolov, nascido na Eslováquia em 1916, foi arrebatado da sua família e privado de um futuro prometedor como comerciante aos 24 anos de idade. Oferecendo-se como voluntário para ser recrutado pelos ocupantes alemães em vez do seu irmão Max, para que este pudesse cuidar da sua mulher e dos dois filhos, que infelizmente acabariam por desaparecer durante o conflito.

Quando chega a Auschwitz-Birkenau, Lale adoece, conseguindo salvar-se graças a Pepan, um prisioneiro francês que tem a tarefa de tatuar os recém-chegados. Pepan convida-o, então, para ser seu ajudante. Dias mais tarde, Pepan desaparece, como acontece a tantos outros, e Lale torna-se assim o novo tatuador do campo de concentração. É nessas condições que conhece Gita, uma jovem de 18 anos por quem acaba por apaixonar-se perdidamente. A partir desse momento, o romance entre os dois prospera, rodeado de miséria e no mais absoluto segredo, com a inesperada aprovação de um oficial das SS, Stefan Baretski, que lhes permite trocar correspondência e encontrarem-se esporadicamente.

Apesar de ser uma história imensamente dura e com momentos chocantes, a autora sabe como contá-la sem cair em detalhes mórbidos, possuindo um estilo  ágil e direto, contando as coisas como são, explicando a crueldade e a brutalidade vividas diariamente no campo de concentração, o desespero, as condições severas em que viviam os prisioneiros, mas sem nunca a tornar muito explícita ou descritiva.

Este é um livro carregado de valores, não só de amor, mas também de força, generosidade, companheirismo, amizade, compaixão e, acima de tudo, esperança. Ao longo desta história, senti imensa admiração e respeito por Lale e por tudo o que ele fez para ajudar os outros prisioneiros, como arriscou tantas vezes e como conseguiu sobreviver no meio de tanta crueldade.

O Tatuador de Auschwitz

O Tatuador de Auschwitz é uma história que emociona e transmite muitas mensagens que nos fazem pensar e refletir. É também uma linda história de amor entre dois jovens, Lale e Gita.

Boa Leitura!

Sem comentários

Com tecnologia do Blogger.