Viagem literária a Elvas - Acontece



Também tens a sensação de que há cada vez mais e mais espaços gastronómicos, que às páginas tantas já nem sabemos bem por qual optar? E, muitas vezes, são conceitos já tão repetidos, uma e outra vez, que se torna difícil diferenciá-los… ou nem por isso?!

É assim que, nos dias de hoje, damos cada vez mais importância aos detalhes, principalmente do serviço, a forma como somos recebidos. E, sim, para além de boa comida no prato, todos gostamos de ser 'mimados' quando vamos a um restaurante.

Por isso, quando a nossa Viagem literária a Elvas, baseada no romance "Searas ao vento", do Nuno Franco Pires, se aproximou da hora de almoço a nossa 'procissão' tomou o rumo de um espaço onde toda uma fantástica experiência gastronómica… Acontece!

Acontece é mesmo o nome do restaurante que deves procurar e o 'maestro' daquela 'orquestra' de sabores é o Ruy Pedro Andrade!


As miúdas com o Ruy Pedro Andrade

Desde que atravessas a porta do restaurante e és recebida como família, com beijinhos ou um aperto de mão, aos detalhes de decoração do espaço (fabulous, by the way!), passando pela comida deliciosa e sobremesas de comer e chorar por mais, toda a experiência te faz sentir especial e deixa a vontade de voltar!

A comida

Como não somos, nem temos pretensões de o ser, um blog gastronómico, não te vou descrever cada prato que veio para a mesa. Até porque éramos 9 pessoas e cada um provou um prato diferente. Ainda assim, no Acontece encontrarás uma carta de autor, com a maior parte dos pratos 'desenhados' pelo próprio Ruy Pedro Andrade, que atualmente delega a cozinha à sua equipa e se dedica mais à arte de bem receber!




À mesa dos aventureiros desta viagem literária "Searas ao vento", 'os reis' foram uns ricos e deliciosos pratos com o melhor da carne alentejana - sim, as miúdas 'atiraram-se de cabeça' a uns belos nacos… há séculos que não comia um bife de vaca, e tão bom como aquele -, bem como o caril de gambas e o fresquíssimo atum dos Açores, braseado… "espera lá, atum dos Açores em pleno Alentejo? E fresco?!", dizes tu. Aaah pois, é que o Ruy Pedro Andrade não brinca em serviço quando o assunto é ter o melhor produto nacional à mesa. Ele não é somente 'a cara' do Acontece, como também um jovem elvense super-mega-empreendedor, que aposta na diferença e, contou-nos o 'primo' Nuno Franco Pires, durante uma viagem de lazer aos Açores, criou relações com um fornecedor que lhe faz chegar o mais fresco dos atuns dos Açores para o chef e a sua equipa 'fazerem acontecer'!


Agora vais dizer-me "ah, mas 'em roma, sê romano', que é como quem diz no Alentejo, comes pratos típicos da região". E tens razão. Só que decidimos cumprir esse provérbio ao almoço do dia seguinte, depois da visita ao Forte da Graça (com regresso anunciado de uma das miúdas para a visita especial com acesso à cisterna e às contraminas, e que aconselhamos vivamente). Só que, espaços como o Acontece existem para percebermos (nós, que vimos da capital onde a oferta é mais do que muita) que no interior do país, e neste caso concreto do Alentejo, também se acompanha a modernidade. Também há pessoas empreendedoras que lutam para tornar as nossas belas cidades do interior apelativas a 'miúdos e graúdos'!


Voltando ao cardápio, para a sobremesa, nem pensámos duas vezes em aceitarmos a sugestão do Ruy e chegaram à mesa dos comensais dois 'pijaminhas', como nos definiu o anfitrião, com uma porção de cada uma das iguarias do dia, para que pudéssemos deliciar-nos com um pedaço de cada uma daquelas tentações da doçaria. Foi a loucura!

O espaço

'Acontece' que a experiência não se fica pela comida. É que, como já o referi umas linhas lá atrás, a decoração do restaurante deixa-nos de 'boca aberta', já que é bastante original, onde podemos admirar traços de modernidade salpicados por apontamentos da tradição. Deixa-me ainda dizer-te que o espaço que, hoje em dia, acolhe o Acontece albergava na década de 60 do século passado uma antiga bomba de gasolina!




Avancemos, então, para o hall de entrada. E logo aqui ficamos 'especados' a apreciar o lindíssimo candeeiro natural feito de ramos de árvore, do qual pendem várias lâmpadas, num efeito visual extraordinário. Passa para a sala de refeições e desafio-te a não ficares um minuto que seja a apreciar a porta que separa os dois espaços, que nos faz 'viajar' para cenários de inspiração marroquina (que adoro!). Agora sim, atravessa a porta e 'dás de caras' com uma parede (à esquerda) que faz a separação da cozinha - com uma janela para vermos o chef e o seu staff a trabalhar - branca e cravejada dos mais variados utensílios de cozinha, também eles pintados de branco! E se te dissermos que descobrimos que esta instalação é da autoria do próprio Ruy Pedro Andrade, assim como o candeeiro natural da entrada, que é decorador de formação, percebes ainda melhor a sua dedicação a este projeto.

O Acontece é um espaço onde não conseguimos tirar os olhos das paredes, tal a quantidade de estímulos visuais! Mas não penses que é demasiado ou sequer desordenado. Tudo está em harmonia! Isto para te dizer que nas paredes do restaurante podes ainda apreciar algumas pinturas do artista plástico, filho da terra, Tiago Cutileiro.


Porém, a obra que marca definitivamente a sala de refeições principal é o 'painel' colorido de formas geométricas que ocupa uma das paredes. O que tem este 'painel' de especial? Na qualidade de super-mega-anfitrião que é, o Ruy Pedro Andrade revelou-nos que aquela é a obra de arte que um artista plástico português, de seu nome Mário Pires Cordeiro, criou para … apelo à tua imaginação, estás a ouvir o som do rufar dos tambores, estás preparada? … as Olimpíadas de Londres em 2012!!! Esta obra de arte, intitulada "Higher", foi produzida para integrar o Centro de Imprensa das Olimpíadas, representando as cores e formas da capital inglesa, a fim de capturar a transformação de uma cidade olímpica! E mais! A obra de Mário Pires Cordeiro já esteve exposta no Tate Museum de Nova Iorque e no Tate Modern de Londres, e está agora pela primeira vez em Portugal… e no Acontece! Uauuu! Estávamos bem longe de imaginar que aquela colorida parede é parte da história das olimpíadas modernas!

❤❤❤❤❤

E é muito isto, esta foi uma experiência que superou quaisquer expetativas que as miúdas tivessem e, por isso, só faz sentido terminar este post em forma de sugestão: se vais a Elvas, tens de viver a experiência sensorial que é entrar no Acontece! As miúdas deixam um enorme OBRIGADA de coração ao Ruy Pedro Andrade pela forma como nos recebeu e desejamos-lhe muito sucesso neste seu projeto!

Susana Figueira

 A fachda do Acontece que dá para a Avenida Garcia da Orta

O momento em que oferecemos uns mimos ao 'primo' Nuno Franco Pires como forma de agradecimento pela sua disponibilidade em receber o Clube de Leitura - Livros à Sexta 


 As miúdas não perderam a oportunidade de tirar uma foto com toda a equipa da cozinha do Acontece



Sem comentários

Com tecnologia do Blogger.