Areias, Nozes e as 7 Maravilhas

7 Maravilhas Doces de Portugal


O post de hoje sabe a manteiga, a raspa de limão, a gemas e a nozes.
Já agucei o teu apetite? Sendo assim, vou continuar, mas ficas a saber que serás um dos ingredientes mais importantes para o que vem a seguir!

Gostaria muito que este nosso post te chegasse acompanhado de Areias e de Nozes de Cascais, mas, infelizmente, a tecnologia ainda não permite esta maravilha. E é de maravilhas que vamos falar. Já deves ter reparado (lá pelo Facebook) que as miúdas andam a fazer campanha pelos dois doces da terra nomeados para as 7 Maravilhas Doces de Portugal®. Pois é! Está aí mais uma edição desta iniciativa que, desde 2007, anda a promover a nossa identidade nacional (parece-nos muito bem). Este ano, a arte da doçaria sobe ao palco e promete trazer sabores dos tempos das nossas avós, memórias do nosso país, tradições com história e autênticas guloseimas das terras deste nosso Portugal.


As 7 Maravilhas estão de volta para animar o verão

Das 970 candidaturas, as Areias e as Nozes de Cascais estão entre os 140 doces presentes nas finais distritais que vão ser votados pelo público (lembras-te de te ter dito que serias um ingrediente muito importante?). Chegámos aqui porque um painel de especialistas (140 personalidades, 7 de cada distrito e regiões autónomas) amou estas nossas iguarias, uma do início do século XX a outra de origem conventual (um pouco mais velha), que remonta ao século XVI. Prometo que já te vamos apresentar, com a devida pompa e circunstância, as nossas maravilhas.

Estes fantásticos 140 doces vão ser votados pelo público ao longo de 20 programas, a emitir em direto pela RTP, durante os meses de julho e agosto. De cada programa sai um pré-finalista que estará presente nas semifinais. Mas se quiseres já podes votar. Das duas, uma: ou provas os doces todos e depois decides (o que não será muito bom para a tua saúde e agora com o verão e a praia convém estar em forma) ou votas nas Areias e nas Nozes de Cascais e tens o assunto arrumado! Precisamos que votes até dia 14 de agosto, porque esse será o dia em que a RTP irá dedicar o programa aos doces nomeados para o distrito de Lisboa. Vai ser uma grande festa e nós vamos estar por lá a fazer claque!

Sim! Estamos a fazer campanha pelas Areias e pelas Nozes!! 

Areias de Cascais - 7 Maravilhas de Cascais

Nozes de Cascais - 7 Maravilhas Doces de Portugal


Como é que as Areias e as Nozes chegaram ao palco das 7 Maravilhas?

Por um lado, estas delícias estão no top dos doces mais vendidos no nosso concelho. Todas as pastelarias gostam de as ter a abrilhantar as suas montras. Os turistas são fãs! E há quem se atreva a fazer estas especialidades em casa, para não deixar morrer a tradição. Eu era incapaz de cozinhar as Nozes. Só de pensar no vidrado fico nervosa! 

Por outro lado, a nossa autarquia é empenhada em divulgar o receituário tradicional de Cascais a várias gerações, tendo vindo a apostar na gastronomia local. Por isso não podia deixar passar em branco esta candidatura. Mas ainda há mais! A Escola Superior de Hotelaria e Turismo do Estoril (ESHTE) tem no seu receituário de formação (no âmbito da disciplina de Cozinha e Pastelaria Tradicional Portuguesa), a missão de ensinar aos futuros profissionais de produção alimentar as receitas das Areias e das Nozes de Cascais. Agora já percebeste como é que os nossos docinhos chegaram aqui. O chef Gilberto Costa é o principal docente da disciplina de Cozinha e Pastelaria Tradicional Portuguesa da (ESHTE) e também teve a seu cargo a coordenação dos trabalhos de pastelaria presentes no livro “Receitas de Reis e Pescadores” de Cláudia Silva Mataloto (a nossa chef responsável pela rubrica Fruta da Época) e de Raquel Moreira. 

Portanto, ao longo desta “luta” de doces, já sabes que, em Cascais, temos três grandes forças a puxar pelo nosso barco (sim, somos terra de pescadores): A Autarquia, a ESHTE e TU (não te esqueças, és o ingrediente mais importante).


As nossas Maravilhas

Vamos lá falar daquilo que nos faz crescer água na boca.

Areias de Cascais - 7 Maravilhas Doces de Portugal

As Areias de Cascais são, provavelmente, os doces mais conhecidos aqui da terra. Era uma especialidade da antiga casa Faz-Tudo, uma pequena confeitaria do início do século XX, que servia chá à inglesa, situada na Rua Marques Leal Pancada. A minha mãe fala muito deste espaço e relembra com saudade os tempos em que ia lá comprar Areias e, se a memória não lhe falha, diz que a casa também vendia Nozes (“Nósinhas”, na altura?). Já a grande Maria de Lourdes Modesto falou desta nossa especialidade na “Grande Enciclopédia da Cozinha” nos anos 60 (ainda não era nascida e as Areias já andavam a dar cartas). No livro “Receitas de Reis e Pescadores” está lá a receita do chef Gilberto Costa, à base de açúcar, manteiga, banha, raspa de limão e farinha de trigo.

Para votares nas Areias de Cascais liga o número 760 107 120 (custo da chamada 0,60€ + IVA).

Nozes de Cascais - 7 Maravilhas Doces de Portugal

As Nozes de Cascais, ao que parece, tiveram origem conventual (são bem mais antigas do que as Areias). Remontam ao século XVI, ano de construção do Convento da Nossa Senhora da Piedade, que pertencia à Ordem dos Carmelitos Descalços, hoje, atual Centro Cultural de Cascais. A venda desta maravilha parece ter sido iniciada nos anos 50. A receita, que está disponível no livro “Receitas de Reis e Pescadores”, foi baseada numa receita dos anos 60 de Maria da Lourdes Modesto e tem como ingredientes gemas, amêndoa moída, nozes, açúcar, água, sumo de limão e vinagre.

Para votares nas Nozes de Cascais liga o número 760 107 123 (custo da chamada 0,60€ + IVA).


E qual é a maior Maravilha de todas? O teu voto!

P.S. – Para saberes mais acede ao site das 7 Maravilhas Doces de Portugal®  e ao site cascais.pt


Nota: agradecemos à Câmara Municipal a cedência das imagens que estão no Livro “Receitas de Reis e Pescadores” e são da autoria de Teresa Aires – “The Light Place”.

Rosarinho

Sem comentários

Com tecnologia do Blogger.