Jovens Chefs pelo Mundo, by Fruta da Época


Hoje voltamos a 'saltear' a tua vida com mais uma rubrica sobre um jovem chef português que anda a espalhar o seu talento pelo mundo... neste caso, vamos dar um 'pulinho' a Timor-Leste e conhecer o chef Luís Simões e o seu delicioso (acreditamos nós!) Pudim de Café e Coco!

❤❤❤❤❤

Quem é o Luís?
O Luís é um jovem que se apaixonou pelos sabores desta vida e que, desde muito pequeno, começou a cozinhar, a dar sabor aos poucos momentos que passava em família. Natural da Ponte de Vagos, uma pequenina terra de Vagos, Aveiro, mas com uma infância passada na Praia de Mira, junto ao mar, inspirado pela maresia e tudo o que dela advém.
Hoje, tenho 29 anos, estou há 6 anos em Timor-Leste e foi a cozinha que me trouxe para cá. Atualmente, sou um promotor da gastronomia timorense e da educação alimentar em Timor. Sou, neste momento, professor convidado na Universidade Nacional de Timor Lorosae, dando aulas de Gestão Hoteleira, Operações Hoteleiras e Gestão Turística.
Tenho três livros editados, que são: "Sabores da Lusofonia", "Sabores da Língua Portuguesa", lançado no mercado brasileiro, e, o mais recente, "Sabor de Timor", premiado nos Gourmand CookBook Awards 2019, em Macau, como o Melhor Livro de Cozinha Asiática do Mundo.



Porquê deixar Portugal e sair rumo à aventura?
E porque não? Gosto imenso de Portugal e sofro do "problema" de quase todos os portugueses que vão para fora, em que, por muito tempo que passem noutro país, alguns quase uma vida inteira, continuam a olhar para Portugal como o "seu país" e para onde pensam sempre que irão regressar. A verdade é que para a minha geração, a definição de "fronteiras" de um país quase não existe e é tão normal ir para outro país, como antigamente sair de uma zona mais rural e ir para uma cidade. Eu vim para Timor-Leste com 23 anos, uma idade em que arriscar e aventurar deve ser, a meu ver, o verdadeiro lema. Temos uma vida inteira pela frente para sermos cautelosos e mais contidos. Quando se é jovem, é mais fácil cair e voltarmo-nos a levantar. Felizmente, não caí e por esta aventura continuo.

O melhor do sítio onde estás?
São, sem dúvida, os mercados locais que estão cheios de cores e de aromas, que deixam qualquer apaixonado por comida deleitado. A 'cereja no topo do bolo' é ser tudo muito barato, de produção local e tudo biológico. As praias de água cristalina e as temperaturas quentes todo o ano, também são uma boa razão para viver aqui em Timor-Leste.




Do que mais sentes saudades de Portugal?
Sem a mínima dúvida, da família. Por norma, só venho uma vez por ano a Portugal e, normalmente, é também em trabalho, o que não me dá muito tempo para passar com eles, mas sou agradecido pelo que consigo e eles fazem sempre um esforço por me acompanharem para todo o lado quando cá estou. Uma coisa muito menos importante, mas da qual também sinto falta é de uma grande montra de queijos e enchidos com todas as opções que temos em Portugal e as prateleiras com muitas variedades de iogurtes. Eu sei que é estranho, mas damos valor a estas coisas quando não as temos!

Se tivesses um Armazém para guardares 'pequenos tesouros' qual o tesouro que não poderia faltar?
Lamentavelmente, e vivendo nós no século XXI, seria o meu telemóvel. É com ele que trabalho, que comunico com a família e amigos, é com ele que registo e fotografo os momentos mais felizes da minha vida e das pessoas mais importantes para mim.

Qual a fruta que alegra a tua vida e porquê?
A manga. É uma fruta que associo à minha infância, foi dos primeiros frutos mais tropicais que comi e que a minha mãe comprava quando eram dias de festa apenas, porque, na altura, era uma fruta muito cara. Ainda nos dias de hoje, gosto imenso de manga, é a minha fruta favorita e, sem dúvida, que me alegra o dia. Aqui, em Timor, a altura da manga começa em outubro com a época das chuvas. Está quase a chegar e eu mal posso esperar.

Porquê esta receita?

Pudim de Café e Coco. Esta receita faz parte do meu último livro e tem como ingredientes principais, o famoso café Timor e o coco, que tão bem traduzem os sabores de Timor. É uma receita muito fácil e simples de fazer em casa, que fica como uma textura cremosa de chorar por mais.

Cláudia Silva Mataloto

❤❤❤❤❤



Pudim de Café e Coco

Ingredientes

Para 4 pessoas
200 ml de leite de coco
100 g de coco ralado
3 ovos
1 lata de leite condensado
2 colheres de sopa de café Timor em pó
4 colheres de sopa de açúcar
2 colheres de sopa de água

Preparação
Numa taça, coloque os ovos, o leite condensado, o leite de coco, o café moído e o coco ralado, misturando bem.
Para o caramelo, coloque o açúcar e a água numa frigideira e deixe aquecer até caramelizar. Com a ajuda de uma colher, cubra toda a forma com o caramelo e coloque o preparado do pudim.
No forno, coloque um tabuleiro com água e nesse tabuleiro coloque a forma com o preparado do pudim a cozer em banho-maria durante 40 minutos, a 180 ºC. Deixe arrefecer um pouco e desenforme para um prato.



Sem comentários

Com tecnologia do Blogger.